Blair diz que Iraque tem "alguns laços" com a Al-Qaeda

O primeiro-ministro da Grã-Bretanha, Tony Blair, garantiu nesta quarta-feira que o Iraque possui "alguns laços" com a rede extremista Al-Qaeda, liderada pelo milionário saudita Osama bin Laden, apesar de a emissora BBC ter revelado que o serviço secreto britânico descarta a existência de tais ligações.No entanto, Blair comentou que não se baseia nessas supostas ligações para apoiar uma possível ação militar contra o governo iraquiano.A BBC informou ter obtido um documento escrito há três semanas por agentes secretos ligados ao Ministério da Defesa segundo o qual "não existe nenhuma ligação atual" entre o Iraque e a Al-Qaeda.Blair negou informação divulgada pela BBC, de acordo com a qual ele estaria na lista de remetentes do documento, mas afirmou tê-lo lido na manhã de hoje."Na verdade, isto não tem a ver com o Iraque e a Al-Qaeda", respondeu Blair, ao ser questionado sobre o assunto na Câmara dos Comuns."O que o documento diz - e esta é a absoluta verdade - é que historicamente sempre tem surgido a questão de que, naturalmente, o Iraque e a Al-Qaeda teriam posições diferentes."A BBC informou que o relatório do Serviço Secreto da Defesa da Grã-Bretanha reconhece a existência de contatos entre Iraque e Al-Qaeda no passado. Porém, este relacionamento ruiu devido "à falta de confiança e à incompatibilidade ideológica" entre Bin Laden e o Partido Baath, de Saddam Hussein, prosseguiu a emissora."Apesar da possibilidade de alguns membros da Al-Qaeda terem continuado a treinar no Iraque, acreditamos que Bin Laden considera o Baath um regime ?infiel? ", por sua natureza laica, dizia o documento citado pela BBC.Repetindo antigas acusações, Blair disse à Câmara: "Sim, por um lado, não temos conhecimento de nenhuma ligação entre o Iraque e os atentados de 11 de setembro de 2001, mas há ligações inquestionáveis entre o Iraque e a Al-Qaeda. Quanto à extensão desses laços, é tudo uma questão de especulação." Blair tentou justificar suas palavras dizendo: "Não vivemos uma situação estática. As coisas mudam. Recebemos novas informações do serviço secreto o tempo inteiro."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.