Blair e Berlusconi ainda defendem solução pacífica para Iraque

O primeiro-ministro britânico, Tony Blair, disse que ainda espera por solução pacífica para o desarmamento do Iraque, mas que a atitude de Saddam Hussein irá determinar o resultado do impasse. As declarações foram feitas após encontro com o primeiro-ministro italiano Silvio Berlusconi. "Nós dois queremos que a situação em relação ao Iraque e as armas de destruição em massa seja resolvida por meio das Nações Unidas", disse Blair. "Mesmo na atual conjuntura, esperamos que possa ser resolvida pacificamente e sem conflito", acrescentou. "Ao final, não posso evitar (a guerra), a menos que Saddam escolha o caminho do desarmamento pacífico. Sabemos o que ele tem de fazer e possui capacidade para fazê-lo. Mas ele quer?", questionou o premier britânico. O encontro entre Blair e Berlusconi faz parte da agenda regular fechada no fim do ano passado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.