´Blair não foi meu poodle´, diz Bush

Blair teve discurso afinado com o Bush durante seu mandado como primeiro-ministro

Agencia Estado

27 Junho 2007 | 14h42

Em entrevista publicada no tablóide britânico The Sun nesta quarta-feira, 27, o presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, diz serem "ridículos" os comentários de que Blair "foi seu poodle" por ter se aliado aos Estados Unidos na invasão do Iraque em 2003. "Eu ouvi dizer que ele está sendo chamado de meu poodle, mas ele é maior que isso", diz Bush. "Nós estamos trabalhando juntos para atingir a paz global diante de um enorme perigo. Este tipo de comentário é ridículo", enfatizou o presidente ao tablóide. As declarações foram feitas na véspera da renúncia de Blair ao mandato, que nesta quarta-feira passa o cargo para o novo presidente do partido trabalhista, Gordon Brown. O presidente americano ainda acrescentou: "Tony fez um grande mandato e a história irá julgá-lo da forma correta. Ele é um homem muito talentoso por quem eu tenho muito respeito", disse o presidente americano ao The Sun. "Tony tem muitas habilidades, é muito articulado e eu gostaria de ser como ele, ter um melhor discurso". Bush ainda disse ao jornal que teve "um bom encontro" com Brown quando ele esteve em Washington e que o futuro primeiro-ministro não passava "a imagem do difícil homem escocês de forma alguma." Brown será nomeado primeiro-ministro do Reino Unido nesta quarta-feira, quando for convidado pela a Rainha Elizabeth 2ª a formar um novo governo.

Mais conteúdo sobre:
Tony Blair Bush The Sun

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.