Blair pede dissolução de Parlamento

O primeiro-ministro do Reino Unido, Tony Blair, solicita hoje à Rainha Elizabeth II a dissolução do Parlamento para a realização de eleições gerais no país no próximo dia 7 de junho. O anúncio formal da data da eleição deverá ocorrer ainda hoje, mas o encontro com a rainha é visto como o início da campanha eleitoral entre os britânicos. As pesquisas de opinião indicam que o partido Trabalhista de Blair deverá obter uma folgada vitória no pleito sobre o partido Conservador, que é liderado pelo deputado William Hague, com uma vantagem de vinte pontos porcentuais. Os britânicos deverão eleger 659 deputados. Em 1997, os trabalhistas encerraram 18 anos de administração convervadora. Numa reunião ministerial realizada ontem Blair alertou que os trabalhistas terão uma campanha eleitoral acirrada pela frente e que não devem contar como certa a obtenção de um segundo mandato consecutivo. Ele alertou seu partido a não se iludir com as pesquisas de opinião e adotar uma postura de humildade. Os conservadores, por sua vez, anunciaram que estão "prontos para brigar e vencer", com uma campanha concentrada na proposta de redução de impostos e oposição à uma maior integração do país à União Européia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.