Blair presidirá encontro para revitalizar a Terceira Via

O primeiro-ministro Tony Blair vai presidir um ambicioso encontro de cúpula da "Terceira Via" no próximo fim de semana - que deverá contar com a presença do presidente Luiz Inácio Lula da Silva - como parte de sua campanha para revitalizar a agenda do movimento de centro-esquerda diante dos desafios diretos que ele vem recebendo tanto dentro do Reino Unido como do exterior, informou hoje o jornal britânico The Guardian. Segundo o diário, o primeiro-ministro pretende aparar as arestas com os seus aliados criadas com a guerra no Iraque e trocar idéias para gerenciar o setor público e implementar reformas sociais, migração e maneiras de se reforçar a reforçar o poder dos acionistas das grandes corporações, fortalecendo a sua regulamentação. Pelo menos dez chefes de Estado deverão participar do encontro, nos próximos dias 13 e 14, entre eles o chanceler alemão Gerhard Schroeder e o presidente da África do Sul, Thabo Mbeki. O ex-presidente dos Estados Unidos, Bill Clinton, também comparecerá ao encontro. Em artigo publicado hoje também pelo Guardian, o deputado trabalhista Peter Mandelson, que integrou o ministério de Blair e atualmente preside a organização Policy Network - promotora do encontro - diz que o participantes estão unidos pela crença de que não se pode permitir que o conservadorismo da esquerda prejudique os esforços para a modernização e reformas. "Como o chanceler alemão Gerhard Schroeder argumenta, se falharmos em modernizarmos nós mesmos e nossas sociedades, as forças incontroláveis do mercado vão nos modernizar", disse Mandelson. "Isso significa tomar decisões eleitoralmente difíceis. Mas a preparação para o futuro não nos deixa alternativas."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.