Blair reitera apoio a Abbas e às eleições palestinas

O primeiro-ministro britânico, Tony Blair, reiterou nesta segunda-feira seu apoio ao presidente da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Mahmoud Abbas, e à convocação de novas eleições palestinas. "Acho que é importante que a comunidade internacional mobilize seus esforços para apoiar seu desempenho como presidente", disse Blair em entrevista coletiva ao lado de Abbas, em Ramala.No último sábado, Abbas convocou novas eleições palestinas com o objetivo de tentar acabar com as disputas entre o partido Fatah e o grupo islâmico Hamas, que controla o parlamento. O Hamas rejeitou a proposta, afirmando que se trata de uma tática de negociação ilegal. Diante dessa situação, Blair afirmou que "ninguém pode vetar" o progresso rumo à paz entre israelenses e palestinos e impedir a população palestina de progredir.Durante a entrevista, Abbas reiterou sua determinação e disse que pretende, de fato, realizar novas eleições. "Nós vamos realizar eleições parlamentares e presidenciais", afirmou. "Não há nada que possa nos impedir. Somos democráticos e, por isso, vamos consultar a população".Abbas disse ainda que a situação no território palestino é "perigosa" após uma semana marcada por conflitos internos e demonstrações de violência entre militantes do Hamas e do Fatah. No domingo, os dois grupos concordaram em cessar-fogo, porém alguns atos isolados de violência já foram registrados em Gaza, nesta segunda-feira.Além de ter convocado o apoio internacional às novas eleições palestinas, Blair também pediu nesta segunda-feira que os países realizem um esforço conjunto para aliviar os problemas causados pelas sanções econômicas impostas à Autoridade Palestina após a vitória eleitoral do Hamas. "As pessoas estão sofrendo", disse o premier britânico. "Nós não queremos nada em troca do apoio aos palestinos".Abbas, que reforçou o pedido de apoio à comunidade internacional, disse que deseja "pôr um fim ao ciclo de violência com Israel" e iniciar "negociações sérias com o primeiro-ministro israelense", Ehud Olmert, com quem disse estar disposto a dialogar a qualquer momento. "Nós temos que nos encontrar", disse o presidente da ANP. "Nós precisamos um do outro e temos que buscar uma solução para nossos problemas".Blair, que deve se encontrar também com Olmert, chegou à região no domingo após uma viagem ao Iraque, onde realizou encontros com líderes políticos e conheceu alguns dos 7 mil soldados britânicos que atuam no país.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.