Alexander Zemlianichenko/AP - 17/03/2010
Alexander Zemlianichenko/AP - 17/03/2010

Blair voltará a depor sobre o Iraque

Comissão independente sobre a guerra convoca ex-primeiro-ministro e ex-chanceler

estadão.com.br,

08 de dezembro de 2010 | 16h35

LONDRES - O ex-primeiro-ministro britânico Tony Blair foi convocado a testemunhar novamente na comitê independente que investiga a Guerra do Iraque. De acordo com a Comissão Chilcot, o depoimento de Blair será tomado entre 18 de janeiro e 4 fevereiro de 2011.

Veja também:

especial Cronologia: Guerra do Iraque, do início ao fim

Principal aliado do ex-presidente americano George W. Bush na invasão do Iraque, Blair deverá responder a mais perguntas sobre o envolvimento do Reino Unido no conflito. O ex-ministro das Relações Exteriores Jack Straw também deve depor.

"Se há algumas lacunas nos depoimentos, tentaremos preenchê-las, buscando mais provas e ouvindo novos depoimentos de pessoas que já ouvimos antes", disse John Chilcot, presidente da comissão.

Em seu primeiro depoimento, Blair defendeu a deposição de Saddam Hussein e negou que houvesse se comprometido com a invasão com Bush ainda em 2002. Ele afirmou também que não se arrepende de ter ido à guerra.

Com Efe e AP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.