Blix diz que aceitaria convite de Saddam

O chefe da Comissão de Controle, Verificação e Inspeção da ONU (Unmovic), Hans Blix, disse hoje em Nova York que se encontrará com o presidente iraquiano, Saddam Hussein, se for convidado, e lhe dirá para cooperar mais ativamente com os inspetores. A Unmovic e a Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) estão encarregadas pelo CS de vistoriar o país para avaliar se mantém um programa e estoques de armas químicas, biológicas e nucleares.Horas antes, em entrevista a uma TV de Abu Dhabi, Blix dissera não ter recebido ainda o convite oficial do Iraque para ir a Bagdá - no dia anterior o governo iraquiano informou ter feito o pedido de uma visita antes do dia 10. Blix apresentará no dia 14 um novo informe ao CS e dirá se o Iraque atendeu às suas queixas de mais cooperação. "Quando a receber, nas próximas horas, entrarei em acordo com Mohamed el-Baradei (o diretor da AIEA) e provavelmente com o secretário-geral da ONU, Kofi Annan", afirmou. El-Baradei assinalou que poderia concordar em ir a Bagdá se o país mostrar intenção de permitir vôos de reconhecimento sobre seu território e entrevistas emparticular com cientistas iraquianos.O chanceler iraquiano, Naji Sabri, encaminhou uma carta a Annan, exigindo que os EUA entreguem imediatamente aosinspetores dessa organização as provas de que o Iraque possuiarmas de destruição em massa. Sabri argumentou que o governoamericano pode "plantar provas falsas" para ganhar apoio parauma invasão militar do país. O secretário de Estado, ColinPowell, anunciou que revelará essas evidências em reunião do CS,na quarta-feira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.