Blix diz que inspeções tiveram resultado "muito limitado"

O chefe dos inspetores de armas químicas e biológicas da Organização das Nações Unidas (ONU), Hans Blix, dirá num relatório ao Conselho de Segurança (CS) da entidade que as inspeções com o objetivo de desarmar o Iraque geraram resultados "muito limitados", informou a rede BBC.De acordo com a emissora, seus repórteres obtiveram uma cópia do rascunho do relatório, cuja versão final será apresentada sexta-feira em Nova York. No documento, Blix diz que o Iraque poderia ter feito esforços mais amplos para acelerar o processo de desarmamento e fornecer evidências dignas de crédito de que alguma arma proscrita foi destruída, informou a BBC.Outros trechos do relatório foram citados como exemplos positivos da cooperação iraquiana, mas Blix teria dito ser "difícil entender por que diversas medidas que hoje estão sendo tomadas não foram adotadas antes. Se o Iraque as tivesse adotado antes, talvez elas tivessem gerado frutos".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.