Blogueiro que defendia democracia morre no Egito

Bassem Sabry, um dos blogueiros mais respeitados do Egito e conhecido defensor da democracia, morreu após cair de um arranha-céu no Cairo aos 31 anos.

AE, Agência Estado

30 de abril de 2014 | 18h33

A causa da queda ainda é desconhecida, disseram policiais, que falaram em condição de anonimato. O jornal estatal Al-Ahram noticiou que ele passou mal após sofrer uma crise de diabetes enquanto visitava as obras de um prédio onde ele havia comprado um apartamento.

Sabry, colunista político para uma série de jornais egípcios e do exterior, era elogiado por sua análise equilibrada, mesmo em meio à polarização profunda que tem dividido o país nos últimos três anos, sobretudo depois dos protestos que levaram à queda de Mohammed Morsi no verão do ano passado, o primeiro presidente eleito depois da queda de Hosni Mubarak.

Mohamed ElBaradei, um proeminente defensor da democracia no Egito, escreveu em sua página oficial do twitter que Sabry era "uma pessoa nobre que perdemos em um momento de extrema necessidade".

Sabry escrevia artigos em inglês e em árabe para os veículos Al-Monitor, The Atlantic, Foreign Policy e o jornal egípcio Al-Masry Al-Youm, bem como manteve um blog intitulado "Um cidadão árabe".

"Eu quero viver em um país com verdadeira liberdade de pensamento, de fé e de expressão", escreveu ele em um artigo para o portal de notícias "Yanar". "Eu quero que o estado trabalhe para direitos políticos, sociais, econômicos e humanitários do indivíduo. Eu quero que os banhos de sangue parem em nosso território." Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
EgitodemocraciaSabry

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.