AFP PHOTO / Brendan Smialowski
AFP PHOTO / Brendan Smialowski

Bloqueio ao Catar prejudica combate ao Estado Islâmico, diz Tillerson

Ele também reiterou a disposição dos EUA em mediar, junto com o Kuwait, a crise diplomática entre as nações na região

O Estado de S.Paulo

09 de junho de 2017 | 16h15

WASHINGTON - O secretário de Estados dos Estados Unidos, Rex Tillerson, pediu nesta sexta-feira, 9, que a Arábia Saudita, o Egito, os Emirados Árabes Unidos e o Bahrein aliviem o bloqueio ao Catar, que estaria dificultando as operações da base militar americana naquele país.

Segundo Tillerson, o bloqueio está prejudicando o combate ao grupo extremista Estado Islâmico, que também é feito a partir desse entreposto militar. Ele também reiterou a disposição dos EUA em mediar, junto com o Kuwait, a crise diplomática entre as nações na região.

Os EUA pedem que "não haja nova escalada" das tensões entre as nações, afirmou Tillerson, que também pediu ao Catar para responder aos questionamentos pedindo que seja mais rígido no controle ao financiamento de grupos extremistas na região. / AP 

Tudo o que sabemos sobre:
Estados UnidosCatar

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.