Bo Xilai teria recebido US$ 3,6 milhões em subornos

O tribunal chinês revelou detalhes das acusações de corrupção e abuso de poder contra o ex-líder do Partido Comunista Chinês Bo Xilai na megacidade de Chongqing. O julgamento de No começou nesta quinta-feira. No total, ele teria recebido 21,8 milhões de yuans (US$ 3,6 milhões) em subornos.

AE, Agência Estado

22 de agosto de 2013 | 02h28

Entre as acusações, Bo teria aceitado o suborno de duas empresas, a Dalian International Development e a Dalian Shide Group. A promotoria alegou que ele recebeu as propinas "diretamente ou com a ajuda da esposa e do filho".

O abuso de poder teria sido cometido durante as investigações do assassinato de um empresário britânico Neil Heywood. A mulher de Bo, Gu Kailai, já foi condenada à morte pelo crime.

Os promotores insinuaram que Bo "apresentou um comportamento de abuso de poder" depois que as autoridades relataram a ele que a sua esposa podia estar envolvida em um caso de assassinato. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
chinaboxilai

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.