'Boas ações' marcam aniversário de 91 anos de Mandela

Boas ações marcaram hoje as comemorações dos 91 anos de Nelson Mandela na África do Sul. Seus fãs realizaram ações como ler para cegos, distribuir cobertores para sem-teto ou reformar abrigos para crianças portadoras do vírus da Aids.

AE-AP, Agencia Estado

18 de julho de 2009 | 17h31

O ícone anti-apartheid havia pedido que as pessoas fizessem boas ações no primeiro Dia de Mandela e suas instituições de caridade esperam que a data se transforme em um evento anual. Mandela deixou o poder após cumprir um mandato como presidente da África do Sul, tendo sido o primeiro negro sul-africano a ocupar o posto. Desde 1999, ele tem se dedicado a causas como a luta contra a Aids e a pobreza, e a defesa dos direitos das crianças.

Em Nova York, shows de Stevie Wonder, Alicia Keys e Aretha Franklin, entre outros, estão programados para celebrar a data e arrecadar fundos para a fundação de Mandela de combate à Aids. Organizadores do Dia de Mandela conclamaram pessoas ao redor do mundo a dedicar pelo menos 67 minutos a serviços comunitários - o número corresponde aos anos em que o líder negro dedicou ao combate ao apartheid.

Nos últimos anos, Mandela tem se afastado da vida pública e dito que, para que seu legado sobreviva, outros terão de abraçar suas causas.

Tudo o que sabemos sobre:
África do SulMandelaaniversário

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.