Boca-de-urna aponta vantagem de Cartes no Paraguai

Horácio Cartes, do Partido Colorado, é apontado como o vencedor das eleições presidenciais do Paraguai, encerradas às 17 horas (de Brasília). O resultado preliminar está previsto para ser anunciado às 21 horas (de Brasília), de acordo com o Tribunal Superior de Justiça Eleitoral (TSJE) do Paraguai.

CYNTHIA DECLOEDT E TALITA FERNANDES, Agência Estado

21 de abril de 2013 | 20h12

Segundo o site do jornal Ultima Hora, a pesquisa do Institute for Communication and Art (ICA), encerrada às 18 horas (de Brasília), indicava o candidato do Partido Colorado com 53,5% dos votos, enquanto seu opositor Efraín Alegre, do Partido Liberal Radical Autentico (PLRA, na sigla em espanhol), aparecia com 32,6% dos votos, seguido por Mario Ferreiro, com 6,9%. A pesquisa de boca-de-urna realizada pela First Analisis y Estúdios mostrava Cartes com 50,8% dos votos, enquanto Alegre carregava 37% dos votos e Ferreiro, 5,1%. Os mesmos números apareceram na pesquisa realizada por Capli.

De acordo com a agência estatal de notícias IP Paraguay, o assessor técnico do Tribunal Superior de Justiça Eleitoral (TSJE) do país, Luis Salas, afirmou que é muito provável que seja alcançada uma participação de em torno de 70%.

Além do chefe de Estado, as eleições de hoje vão definir o vice-presidente, 45 senadores, 80 deputados, 18 parlamentares do Mercosul e 17 governadores departamentais para um período de governo de cinco anos. O voto no país é obrigatório e não há segundo turno. Esta é a primeira vez que 20 mil paraguaios que moram nos Estados Unidos, na Espanha e na Argentina foram autorizados a votar. O novo presidente eleito, que substituirá Federico Franco, do PLRA, assumirá o cargo em 15 de agosto.

Tudo o que sabemos sobre:
Paraguaieleições

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.