Boca-de-urna indica vitória de secularista em Jerusalém

Um empresário secularista parece ter vencido as eleições para a prefeitura de Jerusalém, hoje, contra um líder judaico ultra-ortodoxo, em uma disputa que mais uma vez expôs a profunda divisão entre os israelenses religiosos e seculares. Uma pesquisa de boca-de-urna com eleitores conduzida pela Israel TV, liberada logo após o fechamento das urnas às 22 horas (horário local), mostrou que o candidato secular, o empresário Nir Barkat, derrotou o candidato ultra-ortodoxo Meir Porush, por 50% dos votos a 42%. Dois outros candidatos tiveram 8% dos votos.Os resultados oficiais serão divulgados amanhã. Para evitar um segundo turno, o candidato precisa ser eleito com 40% dos votos. Em Jerusalém, ambos os candidatos a prefeito são contra devolver aos palestinos Jerusalém Leste, tomada na guerra de 1967, em troca de um acordo de paz. Os israelenses elegeram hoje os prefeitos e os vereadores, a dois meses e meio das eleições gerais no país.Em Tel-Aviv, centro comercial e cultural de Israel, a disputa está entre o atual prefeito Ron Huldai, que tenta a reeleição, e Dov Khenin, parlamentar do Knesset e integrante do Partido Comunista Hadash. Embora Khenin seja judeu, seu partido é particularmente popular entre os árabes, porque defende direitos tanto para os judeus quanto para os árabes israelenses. Khenin, com preocupações ambientalistas, é bastante popular em Tel-Aviv. Huldai é um ex-general de 64 anos e defende os pequenos empresários.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.