AFP
AFP

Boca de urna na França aponta favoritismo de Partido Socialista

Resultado fortalece ainda mais a posição de Hollande frente à crise política na Zona do Euro.

estadão.com.br

17 de junho de 2012 | 08h49

O PS, partido do recentemente eleito presidente francês François Hollande, deve conseguir a maioria das cadeiras no segundo turno das eleições para o parlamento francês, apontam pesquisas de boca de urna locais. O resultado fortalece ainda mais a posição de Hollande frente à crise política na Zona do Euro.

Pesquisas de opinião e projeções feitas no último domingo, 9, sugerem que, de 577 membros, o bloco socialista deve ter 289, o que colocaria o partido com a maioria parlamentar na Assembleia Nacional francesa.

A unidade parlamentar somada à liderança no Senado garantirão a Hollande a maioria que ele precisa no Legislativo para fazer as reformas no país e tentar salvar a zona do euro por meio do crescimento e não da austeridade.

Com o slogan da mudança e do crescimento econômico, em lugar da austeridade, Hollande e seus aliados de esquerda obtiveram 51,7% dos votos - segundo projeção do 'Le Monde' - quebrando o jejum de 24 anos nos quais a esquerda francesa perdeu todas as disputas presidenciais.

O resultado selou o retorno de um socialista ao Palácio do Eliseu 17 anos após o fim da era François Mitterrand. Sarkozy, do outro lado, entrou para a História ao lado do ex-presidente Valéry Giscard D'Estaing, conservador derrotado ao fim de seu primeiro mandato, em 1981./Com agências internacionais

Mais conteúdo sobre:
França, eleições, parlamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.