Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Boca-de-urna projeta vitória esmagadora de Sharon

O ex-general linha-dura Ariel Sharon fez jus nesta terça-feira ao seu apelido de "O Buldôzer", com pesquisas de boca-de-urna projetando uma esmagadora vitória sua sobre Ehud Barak, cujas esperanças de paz foram afogadas por um dos maiores confrontos entre israelenses e palestinos em décadas. Partidários de Sharon no comitê de campanha em Tel Aviv explodiram de alegria, gritando, aplaudindo, tocando cornetas e agitando bandeiras azuis e brancas, quando os resultados das pesquisas foram anunciados. Eles aguardavam a triunfante chegada do ex-general. "É o fim de Oslo", gritavam alguns, referindo-se ao acordo interino de paz ao qual Sharon sempre se opôs. Partidários de Barak ficaram melancólicos. "É um desastre para a democracia israelense e para o povo de Israel, porque ele quer totalmente algo que Sharon não é capaz de fazer", disse o parlamentar Yael Dayan. Pesquisas de boca-de-urna promovidas pelas duas principais redes de televisão de Israel apontaram uma ampla vitória de Sharon: 59,5% dos votos contra 40,5%, para Barak - a mesma margem prevista em pesquisas de intenção de voto dias e semanas antes da votação.

Agencia Estado,

06 de fevereiro de 2001 | 19h02

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.