Boehner pede manutenção do foco na dívida do governo

O presidente da Câmara dos Representantes dos EUA, o republicano John Boehner, pediu nesta quinta-feira aos parlamentares que forneçam informações sobre os próximos passos dos esforços do Congresso para combater a dívida do governo. Ele deixou claro que o foco dos republicanos continuará sendo os gastos federais quando os parlamentares voltarem de um recesso de duas semanas.

Agência Estado

28 de março de 2013 | 14h29

Em um memorando para os 232 deputados da Câmara, o republicanos afirmou que "ações imediatas para combater a dívida são necessárias para colocar nosso país novamente no caminho do crescimento econômico e da criação sustentável de empregos no setor privado". Apesar de seus comentários serem os mesmos que já vêm sendo repetidos pelos republicanos nos últimos anos, eles sinalizam que o partido deve evitar discutir questões não orçamentárias, como o controle de armas ou a reforma nas leis de imigração, pelo menos no curto prazo.

Boehner pediu ainda que os parlamentares levem novas ideias quando voltarem do recesso, em 8 de abril. Ele também comemorou uma série de "vitórias" que os republicanos tiveram nos primeiros três meses do ano, que incluem a prevenção de uma crise do teto da dívida em janeiro, os cortes automáticos de gastos que entraram em vigor este mês e o projeto de financiamento do governo sancionado pelo presidente Barack Obama esta semana.

"Os próximos passos são cruciais", disse Boehner. "As próximas semanas e os próximos meses serão muito importantes para nós e para o país." As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAdívidagovernoBoehner

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.