Boeing anuncia medidas de segurança para baterias do 787

A Boeing informou que novas medidas de segurança para os sistemas de baterias dos aviões 787 podem ser implementadas em poucas semanas, aumentando a perspectiva de uma retomada a curto prazo dos voos com o jato Dreamliner.

Agência Estado

14 de março de 2013 | 22h21

Em relatório no qual estabelece as medidas que espera irão evitar o superaquecimento e possíveis incêndios nas baterias de íon-lítio do 787, a fabricante de aviões descreveu as alterações para serem instaladas nas baterias, suas unidades de carga e o método de instalação.

"Assim que nosso teste estiver completo e nós obtermos as aprovações regulatórias, estaremos posicionados para ajudar nossos clientes a implementar estas mudanças e iniciar o processo de retorno dos voos do 787", disse Ray Conner, CEO da Boeing Commercial Airplanes. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Boeingbateria787

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.