Boeing desaparecido com 102 pessoas fez pedido de socorro

O Boeing 737-400 que desapareceu neste domingo com 102 pessoas a bordo fez um pedido de socorro antes de a aviação civil perder contato com a aeronave, informou o ministro dos Transportes da Indonésia, Hatta Radjasa, à rádio "Elshinta". O vôo "KI574" da companhia de baixo custo Adam Air decolou do aeroporto de Surabaia, no leste da ilha de Java, às 13h (4h de Brasília), em direção a Manado, no norte das ilhas Célebes.Radjasa acrescentou que logo após o sinal de socorro ter sido captado equipes de resgate foram enviadas para buscar sobreviventes. "Esperamos que o avião tenha feito um pouso de emergência", disse o ministro.A duração do vôo entre as duas localidades é estimado em duas horas e a aeronave tinha combustível suficiente para voar pelo dobro desse tempo.No aeroporto de Manado, o relações-públicas Herman Monika declarou ao site indonésio de notícias Detiknews que a chegada do avião era esperada para as 6h14 de Brasília. Herman Monika acrescentou que, nesse tipo de situação, "a aeronave fica sem combustível e, se não fizer uma aterrissagem de emergência em outro aeroporto, pode descer no mar ou em um lago".O Boeing transportava 85 adultos, sete menores e quatro bebês, além de um piloto, um co-piloto e quatro aeromoças. As autoridades avisaram todos os aeroportos da região sobre o desaparecimento da aeronave e uma equipe de busca foi acionada.A televisão indonésia informou que as condições climáticas eram muito ruins na área em que o avião da Adam Air voava. Nesta segunda, outra aeronave desta mesma companhia aérea teve que cancelar sua aterrissagem no aeroporto de Yogyakarta, ao sul de Jacarta, e mudar de destino porque as fortes chuvas inundaram a pista de pouso.No dia 5 de setembro de 2005, um Boeing 737-200 da empresa aérea Mandala caiu na ilha de Sumatra, no oeste da Indonésia, e matou os 103 passageiros que estavama bordo, além de 47 pessoas que moravam na região da queda. Matéria ampliada às 13h45

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.