Boff condena ataque ao Afeganistão

O teólogo e professor Leonardo Boff condenou os ataques ao Afeganistão e aos Estados Unidos. "A violência deveria ser a última opção de ação, não a primeira". Boff afirma também que as religiões cristã, judaica e islâmica vivem com o mito de serem as escolhidas por Deus, o que faz com que tentem impor seus credos aos demais povos. "Cada uma delas define o mal de acordo com a sua própria conveniência". Boff acredita, apesar de tudo, que, antes de representar a queda do império americano ou o fim do mundo, o conflito iniciado a partir dos ataques de 11 de setembro poderá representar a construção de uma nova ordem mundial. "Temos de acabar com o preconceito que nasce do medo que temos do nosso próximo". Para ele, as pessoas devem entender que a humanidade é formada por seres espirituais, não apenas materiais. "Todos nós temos receios, problemas, dores. Por que brigarmos uns com outros se, na essência, somos iguais?" Leia o especial

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.