Boing 767 da Qantas volta a ponto de decolagem por problemas na turbina

Tripulação detectou 'vibrações anormais' em uma das turbinas cinco minutos após avião decolar

AP,

12 de novembro de 2010 | 21h40

SYDNEY- Um avião Boeing 767 da companhia aérea Qantas teve de voltar ao local de onde decolou na Austrália durante um voo nacional, depois que os pilotos notaram vibrações anormais em uma das turbinas.

 

Não houve feridos no incidente, ocorrido depois que um motor Rolls-Royce em um dos aviões Airbus A380 da mesma empresa se desintegrou na semana passada em pleno voo. Hoje, a fabricante britânica reconheceu uma falha em componente específico do motor.

 

O porta-voz da Qantas, Simon Rushton, afirmou que o incidente de hoje não teve relação com o problema da semana passada, e que o regresso da aeronave foi uma mera precaução.

 

O avião de hoje era um Boeing 767 com dois motores construídos pela General Electric, e transportava 234 pessoas, entre passageiros e tripulantes.

 

Rushton disse que a tripulação percebeu as vibrações na turbina esquerda cerca de cinco minutos depois da decolagem da cidade ocidental de Perth com destino a Melbourne, no sudeste.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.