AFP PHOTO / NIGERIAN ARMY
AFP PHOTO / NIGERIAN ARMY

Boko Haram divulga vídeo em que desmente rendição

Grupo havia lançado uma gravação na qual o líder Abubakar Shekau aparentava estar mais fraco, despertando especulação sobre a possibilidade de que o grupo estivesse prestes a fugir

O Estado de S. Paulo

01 Abril 2016 | 13h05

KANO, NIGÉRIA - O grupo jihadista Boko Haram divulgou um novo vídeo nesta sexta-feira, 1º, no qual desmente rumores de que vá se render, apenas uma semana após a divulgação de um vídeo no qual seu líder, Abubakar Shekau, aparentava estar claramente mais fraco.

Shekau não aparecia diante de uma câmera há mais de um ano. Em seu vídeo, que não foi confirmado pelo grupo, ele indicava que sua liderança à frente do grupo, criado na Nigéria, se aproximava do fim.

A gravação despertou muita especulação na Nigéria sobre a possibilidade de que o grupo estivesse prestes a fugir, após a ofensiva coordenada de forças armadas de vários países da região.

Em sua mensagem desta sexta-feira, o Boko Haram mostra combatentes com AK-47, em frente a caminhonetes Toyota Hilux e um caminhão equipado com um canhão militar. "Para que saibam, não há trégua, não há negociações, não há rendição", explicou um homem sem ser identificado vestido com roupas militares, lendo uma mensagem em hausa, idioma predominante no norte do país, segundo o vídeo divulgado no YouTube. "Esta guerra que enfrentamos não vai parar", acrescentou.

O vídeo, de melhor qualidade que o do líder Shekau, inclui legendas em árabe. Também aparecem nove homens mascarados, e o local da gravação parece ser uma zona desértica.

Shekau continua sendo o líder da "facção africana ocidental", disse o homem mascarado, em referência ao Boko Haram, que se declarou seguidor do grupo Estado Islâmico. /AFP

Mais conteúdo sobre:
Boko Haram rendição jihadistas

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.