Boko Haram faz 34 vítimas na Nigéria

Grupo radical islâmico atacou vilarejos próximos a Chibok e Konduga, na região noroeste do Estado de Borno

O Estado de S. Paulo

21 de fevereiro de 2015 | 13h34

Pelo menos 34 pessoas foram mortas e outras várias ficaram feridas nesta semana em ataques supostamente organizados pelas forças do Boko Haram em vilarejos próximos a Chibok e Konduga, na região noroeste do Estado de Borno, na Nigéria.

Segundo testemunhas, homens armados atacaram o vilarejo de Tamsu-Shehuri na quarta-feira à noite, deixando 12 pessoas mortas. "Muitos chegaram em motos e vans Hilux, armados com rifles", disse o membro de uma milícia de proteção civil local, Aisami Bashir. "Eles abriram fogo no vilarejo quando residentes começaram a correr. Muitos idosos, que não puderam escapar, foram mortos. Eles entraram nas casas e roubaram seus pertences, especialmente comida", acrescentou.

Menos de 24 horas depois do primeiro ataque, homens armados atacaram um outro vilarejo ao lado, chamado Ladi-Shehuri, onde mataram e queimaram um homem em seu automóvel. Soldados do estado de Konduga responderam e mataram cerca de 12 dos que estavam no ataque, de acordo com Bashir.

Na quinta-feira, mais um ataque aconteceu em Chibok, onde em abril do ano passado o Boko Haram raptou mais de 200 meninas estudantes que ainda estão desaparecidas. De acordo com uma autoridade do governo local, 21 pessoas foram mortas ao redor de Chibok nesta semana por membros do Boko Haram que pilotavam motos. / AP

Tudo o que sabemos sobre:
NigériaBoko Haramviolência

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.