Boko Haram sequestra mais oito meninas na Nigéria, dizem policiais

Grupo terrorista assumiu o sequestro de 276 nigerianas e disse que as venderia para casamentos

O Estado de S. Paulo,

06 Maio 2014 | 11h55

Nigerianos fazem protesto contra sequestro de meninas - Foto: AP

AMIDUGURI, NIGÉRIA - O Boko Haram sequestrou mais oito meninas, com idades entre 12 e 15 anos, de um vilarejo perto de um reduto do grupo terrorista no nordeste da Nigéria, disseram policiais e moradores nesta terça-feira, 6.

"Eram vários e todos carregavam armas. Eles vieram em dois carros pintados com as cores do Exército e começaram a atirar", disse a moradora de Warabe, onde ocorreu o ataque, Lazarus Musa.

Uma fonte policial que não quis se identificar afirmou que as meninas foram levadas em caminhões, com itens saqueados.

Na segunda-feira 5, o grupo terrorista declarou ser o responsável pelo sequestro de 276 alunas de uma escola no vilarejo de Cibok, em 14 de abril. O líder do grupo, Abubakar Shekau, disse que iria vender as meninas para casamento com líderes tribais no Chade e em Camarões./ REUTERS

 

Mais conteúdo sobre:
Boko Haram Nigéria

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.