Bolívia cobrará mais imposto de petrolíferas

Após receber o apoio da maioria dos bolivianos no referendo de domingo passado, o presidente Carlos Mesa se propõe a aplicar um ajuste em todos os impostos pagos pelas companhias petrolíferas e a acelerar os planos de exportação. O assessor presidencial Francesco Zaratti disse nesta quarta-feira à imprensa que o governo "aplicará imediatamente um aumento de impostos, porque é um tema que está fora dos contratos".As petrolíferas pagam cerca de 18% de sua receita em impostos, além de um imposto específico. Em média, o Estado boliviano arrecada um valor anual de US$ 120 milhões em impostos pela extração de petróleo. Zaratti disse que enquanto não for aprovada uma nova legislação para os combustíveis, serão cobrados 10% a mais. O projeto de lei que será apresentado pelo Executivo propõe um ajuste gradual a partir de 10%, até chegar a 32% em oito anos.

Agencia Estado,

21 de julho de 2004 | 18h57

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.