Efe
Efe

Bolívia eleva salários de policiais e greve é encerrada

Presidente Evo Morales anunciou que governo chegou a acordo e polícia retomará atribuições

estadão.com.br,

27 de junho de 2012 | 11h03

LA PAZ - O presidente da Bolívia, Evo Morales, anunciou nesta quarta-feira, 27, que o governo chegou a um acordo de reajuste salarial com os policiais, pondo fim a uma greve iniciada há uma semana.

Veja também:

linkBolívia tenta encerrar crise policial, mas surge outro conflito

linkUnidade da polícia de elite se amotina em La Paz

linkMotim por aumentos salariais se espalha entre a polícia boliviana

"Com este acordo (para a elevação dos salários), a polícia retomará suas atribuições", disse a repórteres o ministro do Interior, Carlos Romero.

A negociação das reivindicações salariais e administrativas dos suboficiais e policiais rebeldes foi retomada assim que uma suposta maioria dos rebeldes rejeitou um acordo assinado no domingo e endureceu o protesto.

O motim acontece logo após o encerramento, na semana passada, de um conflito entre aliados de Morales e o grupo suíço Glencore pelo controle de uma mina de estanho e zinco. O presidente resolveu a disputa nacionalizando a mina. 

As informações são da Dow Jones, AE e Reuters.

Mais conteúdo sobre:
Bolíviagreveacordo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.