Bolívia entrega primeiras terras a índios após reforma

O Governo da Bolívia entregou nesta quinta-feira títulos de propriedade de 238.162 hectares a um grupo indígena, dois dias depois da promulgação da lei de reforma agrária. O vice-presidente, Álvaro García Linera, entregou os documentos no Palácio de Governo. Evo Morales está na Nigéria, para a Cúpula África-América do Sul.As terras beneficiarão 547 famílias dos grupos étnicos Leco e Tacanas, que vivem na região amazônica, no norte do departamento de La Paz, uma área de difícil acesso.As áreas foram incluídas na categoria de Terras Comunitárias de Origem, que pertenciam ao Estado.Em seu discurso, o vice-presidente lembrou que os 38 povos indígenas do país representam 62% da população boliviana. Apesar disso, durante muito tempo foram discriminados e tratados como cidadãos de segunda categoria.Na sua opinião, o governo socialista está mudando a situação para "construir uma pátria com igualdade para todos" e garantir o acesso dos povos indígenas aos recursos naturais.A nova lei de terras foi promulgada na terça-feira, quando milhares de indígenas chegaram a La Paz para pressionar o Congresso a aprovar a reforma agrária.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.