Bolívia estuda processar Peru em Haia, diz Morales

O presidente da Bolívia, Evo Morales, informou hoje que seu país estuda a possibilidade de mover um processo contra o Peru na Corte Internacional de Justiça (CIJ), em Haia, para fazer com que o governo Alan García revogue o asilo concedido a três ex-ministros bolivianos acusados de participação em um massacre de populares no início da década. "Para fazer respeitar o direito e a dignidade dos bolivianos, estamos analisando um processo contra o Estado peruano para que suspenda o asilo aos ex-ministros delinquentes", que se refugiaram no Peru, disse Morales durante ato público.

AE-AP, Agencia Estado

19 de maio de 2009 | 16h16

"Espero que o governo peruano suspenda o mais rápido possível esse asilo, de forma a não ter problemas com demandas internacionais", prosseguiu. O Peru concedeu recentemente asilo a três ex-ministros bolivianos acusados de responsabilidade pela morte de 63 manifestantes durante protestos contra o ex-presidente Gonzalo Sánchez de Lozada, em outubro de 2003.

Tudo o que sabemos sobre:
BolíviaMoralesPeruasilo político

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.