Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Bolívia pode inserir folhas de coca no brasão nacional

A Bolívia deve redesenhar o brasão do país para incluir folhas de coca, segundo um grupo de representantes na Assembléia Constituinte.Fora da região andina, a coca é conhecida como o principal ingrediente para a fabricação da cocaína e a Bolívia é o terceiro maior produtor mundial da droga.Mas dentro da Bolívia, a coca é uma erva apreciada e um estimulante usado em remédios tradicionais para aplacar a fome e os efeitos da altitude. A coca também é usada em cerimônias religiosas."Os ramos de louro e oliva devem ser substituídos por ramos das sagradas e ancestrais folhas de coca, como um símbolo da perseverança e da economia do povo", diz a proposta à Assembléia, que está revendo a Constituição do país para garantir mais direitos aos pobres e à maioria indígena.A proposta afirma que os ramos de oliva e louro são símbolos europeus. A coca se juntará à lhama e ao condor, animais nativos dos Andes bolivianos, no brasão do país.De origem indígena, o presidente da Bolívia, Evo Morales, iniciou sua trajetória política como líder de produtores de folhas de coca.Ele tem o objetivo de combater a produção de cocaína com a redução dos programas para erradicação da coca e a promoção do uso comercial legal da folha em produtos como pastas de dente, doces e pomadas.O Departamento de Estado norte-americano afirma que a política de Morales contribuiu para uma expansão do plantio da coca e que isso ameaça os avanços obtidos na década de 1990 nos programas de erradicação da coca.

Agencia Estado,

13 de março de 2007 | 18h03

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.