Bolívia reconhece Palestina como Estado independente

A Bolívia reconhece a Palestina como Estado independente, anunciou hoje o presidente Evo Morales durante visita ao Paraguai. Morales disse que seu governo enviou uma carta ao presidente da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Mahmud Abbas, na qual o informa de sua decisão. Ainda de acordo com Morales, La Paz pretende notificar na próxima semana as instituições internacionais quanto à decisão anunciada hoje.

AE, Agência Estado

17 de dezembro de 2010 | 19h51

O presidente boliviano declarou que um genocídio está em andamento na região e conclamou a comunidade internacional a assumir a responsabilidade para detê-lo. No início do mês, os governos de Brasil, Argentina e Uruguai reconheceram a Palestina como Estado independente e soberano. A decisão das nações sul-americanas foi rechaçada por Israel.

Anteontem, ao anunciar que uma conferência internacional de doadores será realizada em abril para financiar a Autoridade Nacional Palestina, o governo da Noruega informou que a representação palestina terá seu status de "delegação geral" elevado ao de "missão diplomática" no início de 2011, em reconhecimento aos esforços da ANP. As informações são da Dow Jones e da Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.