Bolívia reitera plano de nacionalizar filial da Telecom Italia

O presidente da Bolívia, Evo Morales, disse no domingo que considera nacionalizar a Empresa Nacional de Telecomunicações (Entel), controlada pela Telecom Italia. "Há um debate profundo em andamento entre advogados do governo sobre como recuperar a Entel, que já foi controlada pelo Estado", disse Morales, de acordo com a agência oficial de informações, ABI. "Temos que estudar, estamos com a obrigação de recuperar essas empresas que eram do Estado", acrescentou o presidente boliviano. A Entel é a maior empresa de telecomunicações da Bolívia, controlando 80 por cento dos serviços de longa distância e quase 70 por cento da telefonia celular, segundo informações oficiais. O ex-ministro de obras públicas, Salvador Ric, que renunciou ao cargo há dez dias, disse na semana passada que a Telecom Italia pediu 170 milhões de dólares por seu 50 por cento de participação na Entel.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.