Bolivianos vão às urnas e Evo pede respeito ao resultado

Cerca de 4 milhões de bolivianos foram às urnas neste domingo, em um referendo sobre se o presidente Evo Morales e oito governadores permanecerão em seus cargos. A votação terminou oficialmente às 16h locais (17h em Brasília), nesse horário ainda havia eleitores esperando em filas. Os primeiros resultados parciais seriam divulgados à noite, mas os números oficiais devem demorar cerca de uma semana para sair.Falando a jornalistas depois de votar na localidade de Villa 14 de Septiembre, perto de Cochabamba, Morales disse que "os resultados devem ser respeitados e isso permitirá que haja um novo cenário político".Contrariando previsões de irregularidades e mesmo de violência, a votação aconteceu em clima de tranqüilidade, exceto por alguns incidentes isolados, disse o presidente do Tribunal Eleitoral Nacional, José Luis Exeni. A votação foi acompanhada por mais de 100 observadores internacionais enviados pela Organização dos Estados Americanos (OEA); não há informes de que eles tenham relatado irregularidades.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.