Bolsa de Tóquio fecha com queda superior a 1%

A Bolsa de Tóquio fechou em queda nesta segunda-feira, pressionada pela queda do dólar frente ao iene e por uma forte realização de lucros no mercado local.

Agência Estado

16 de junho de 2014 | 05h00

O índice Nikkei terminou com perdas de 1,1%, aos 14.933,29 pontos. É a maior queda do índice desde o dia 16 de maio. O índice Topix também caiu, com desaceleração de 0,8%, para 1.234,68 pontos. O volume de ações não foi robusto e totalizou apenas 1,8 bilhão na sessão de hoje.

Segundo analistas, a liquidação dos papéis não aponta necessariamente para uma queda súbita no sentimento de compra das ações no mercado japonês. O que influenciou com mais força para as perdas de hoje foi a oscilação do dólar, que chegou a registrar mínima de 101,77 ienes durante o pregão. Às 3h (de Brasília), horário de fechamento da bolsa japonesa, a moeda norte-americana estava cotada a 101,97 ienes, de 102,03 ienes de sexta-feira.

O dólar mais fraco é ruim para os exportadores, que enfrentam dificuldades em reduzir os preços dos produtos vendidos no exterior. "Os estrangeiros estão muito fora do mercado, por isso não há muito o que esperar do mercado doméstico japonês", disse Yoshihiro Okumura, gerente geral da Chibagin Asset Management.

No mercado corporativo, as ações da Mitsubishi Heavy Industries caíram 3,7% após os rumores de que a Siemens AG estava próxima de finalizar uma oferta para comprar os negócios de energia da Alstom.

Com a derrota do Japão por 2 a 1 para a Costa do Marfim na Copa do Mundo, os papéis das fabricantes de materiais esportivos também tiveram forte queda. A Mizuno perdeu 1,8%, Asics recuou 1,5% e a Xebio terminou com queda de 2,0%. Fonte: Dow Jones Newswires.

Mais conteúdo sobre:
BOLSATÓQUIOFECHAMENTO

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.