AP
AP

Teto da entrada da Bolsa de Valores de Jacarta desaba e fere mais de 70 pessoas

Polícia descartou que a causa do acidente tenha sido uma explosão, mas as investigações continuam

O Estado de S.Paulo

15 Janeiro 2018 | 05h01
Atualizado 15 Janeiro 2018 | 08h49

JACARTA - Ao menos 75 pessoas ficaram feridas nesta segunda-feira, 15, na Indonésia depois que o teto da entrada de um dos prédios onde está localizada a Bolsa de Valores de Jacarta desabou, informaram fontes oficiais.

+ Naufrágio mata 8 e deixa 13 desaparecidos na Indonésia

Os feridos, entre eles muitos estudantes que visitavam o edifício, foram levados a cinco hospitais da capital, indicou a Polícia de Jacarta em um comunicado.

+ Terremoto de magnitude 6,5 deixa três mortos e sete feridos na Indonésia

Inicialmente, as forças especiais se dirigiram ao local em razão da possibilidade de um atentado. O porta-voz da Polícia de Jacarta, Argônio Yuwono, descartou em declarações à imprensa que a causa do desabamento tenha sido uma explosão, mas as investigações continuam.

A maioria dos trabalhadores da Bolsa retornou aos seus postos de trabalho para a sessão da tarde. Imagens divulgadas nas redes sociais e na televisão mostravam os escombros, pessoas jogadas no chão e outras saindo do edifício após o acidente.

Relembre: Imagens de drone mostram destruição após terremoto na Indonésia

No dia 24 de maio, dois islamistas se suicidaram ao explodir os cinturões que portavam em uma rodoviária de Jacarta, causando a morte de três agentes em um atentado atribuído a um grupo afiliado ao Estado Islâmico (EI).

A Indonésia, onde a população muçulmana representa cerca de 88% de seus 260 milhões de habitantes, sofreu vários atentados islamistas neste século, entre eles o ocorrido na turística Ilha de Bali em 2002, que deixou 202 mortos. / EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.