Bolsas europeias amanhecem em alta na quinta-feira

Desempenho positivo se deu após dias de perdas provocadas por temores sobre economias dos EUA e da Europa,.

BBC Brasil, BBC

11 de agosto de 2011 | 06h27

Os mercados europeus amanheceram em alta nesta quinta-feira, após dias de perdas provocadas pela crise de endividamento dos Estados Unidos e dos países da zona do euro.

Em Londres, o índice FTSE 100 teve um aumento de 2%. As bolsas de Paris também registraram uma elevação de 2%, um dia depois de terem despencado 5,4%.

As bolsas de Frankfurt tiveram um aumento de 2,5%.

Os mercados de Madri e Milão também registraram altas, abrindo com aumento de, respectivamente, 2,8% e 2,7%.

A boa notícia surge um dia depois de os mercados da Europa terem registrado baixas generalizadas.

Um dos fatores que teria contribuído para a queda das bolsas europeias teriam sido notícias negativas sobre o estado das finanças do banco francês Societé Generale.

Os mercados também foram afetados pelos boatos de que o governo da França pretendia cortar suas taxas de juros por conta dos problemas afligindo Societé Generale.

Bolsas da Ásia

As bolsas asiáticas apresentaram números mistos nesta quinta-feira, seguindo o clima de incerteza de quarta na Europa e nos Estados Unidos.

Após começar o dia com grandes perdas, o índice Nikkei, do Japão, fechou em baixa de 0,79%, enquanto a bolsa de Hong Kong operava em -1,3% pouco antes do fim do pregão.

Na Coreia do Sul, a bolsa operava em alta de 1%, revertendo perdas que chegaram a 4% mais cedo. O índice ASX da Austrália também conseguiu se recuperar ao longo do dia.

Segundo analistas, investidores na Ásia tiveram de lidar com indicadores econômicos contraditórios e os mercados devem continuar patinando nos próximos dias.

"Já tivemos mercados voláteis no passado que acabaram indo em uma certa direção, mas desta vez ninguém parece saber o que vai acontecer", disse à BBC Andrew Robinson, da Saxo Capital Markets.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Tudo o que sabemos sobre:
economiabolsasmercadoseuropaeuropeias

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.