Dida Sampaio/Estadão
Dida Sampaio/Estadão

Bolsonaro condena ataques no Sri Lanka: 'Extremismo deixa rastros de morte e dor'

No Twitter, presidente Jair Bolsonaro falou sobre os ataques em igrejas e hotéis que deixaram centenas de mortos e feridos no Sri Lanka; chanceler Ernesto Araújo diz que é preciso uma reação contra a 'perseguição aos cristãos'

André Ítalo Rocha, O Estado de S.Paulo

21 de abril de 2019 | 10h30
Atualizado 23 de abril de 2019 | 12h08

O presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, publicou neste domingo, 21, em sua conta no Twitter, uma mensagem na qual condena os ataques em igrejas e hotéis que deixaram centenas de mortos e feridos no Sri Lanka na manhã deste domingo, 21

"Mesmo neste dia sagrado, o extremismo deixa rastros de morte e dor. Em nome dos brasileiros, condeno os ataques que deixaram centenas de vítimas no Sri Lanka, inclusive em igrejas, onde se celebrava a Ressurreição de Cristo. Que Deus possa confortar os que agora sofrem!", escreveu o presidente.

O chanceler brasileiro, Ernesto Araújo, também se pronunciou sobre os atentados. O ministro aproveitou o domingo de Páscoa para pedir uma reação contra "a perseguição aos cristãos".

"neste domingo de Páscoa, no Sri Lanka, mais de 200 cristãos pagaram com a vida pela sua fé no Cristo, e amanhecerão com Ele no paraíso. O martírio faz parte da fé. Mas o mundo precisa levantar-se contra a perseguição e opressão aos cristãos", escreveu Araújo.

Seis explosões quase simultâneas ocorreram na manhã deste domingo em três igrejas onde fiéis celebravam a Páscoa e em três hotéis frequentados por turistas estrangeiros. Horas depois, uma explosão em uma pousada matou pelo menos duas pessoas. Depois de uma oitava explosão perto de um viaduto na área de Dematagoda nos arredores de Colombo, a capital do país, matou três policiais quando foram interrogar suspeitos depois de receberem uma pista.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.