Carolina Antunes/PR via EFE
Carolina Antunes/PR via EFE

Bolsonaro deve se encontrar com Alberto Fernández em março

Presidentes devem fazer reunião bilateral durante viagem para posse de Lacalle Pou

Julia Lindner e Jussara Soares, O Estado de S.Paulo

12 de fevereiro de 2020 | 18h01

BRASÍLIA - O presidente Jair Bolsonaro deve se encontrar com o presidente da Argentina, Alberto Fernández, no início de março. A ideia é realizar uma reunião bilateral durante a viagem que os dois farão no para a posse do novo presidente uruguaio, Lacalle Pou. A informação é do chanceler argentino, Felipe Solá, que esteve nesta quarta-feira, 5, com Bolsonaro no Palácio do Planalto.

De acordo com Solá, a proposta partiu de Bolsonaro, que afirmou que gostaria de falar reservadamente com Fernández.  “Falamos sobre o futuro, falamos sobre a possibilidade de que se encontrem em 1º de março no Uruguai, o presidente Alberto Fernández com o presidente Jair Bolsonaro. Seria no Uruguai por razão da posse do presidente constitucional do Uruguai”, disse Solá.

No ano passado, Bolsonaro e Fernández trocaram farpas em diferentes ocasiões. Após o pleito, no entanto, Bolsonaro convidou o presidente argentino para vir ao Brasil. Na visão do chanceler argentino, o encontro no Uruguai funcionaria como "um passo intermediário".

O chanceler também disse que os dois acordaram que, quando se trata do Mercosul, Brasil e Argentina não querem "olhar para trás, e sim para frente". "O Mercosul deve ser renovado, olhar para o mundo, e apoiamos o acordo do Mercosul com diferentes regiões", declarou Solá.

Mais cedo, no Itamaraty, o ministro de Relações Exteriores da Argentina disse que o país adotará uma postura “pragmática e realista” nas relações bilaterais com o Brasil e não será um entrave para o crescimento do Mercosul.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.