Kevin Lamarque/Reuters
Kevin Lamarque/Reuters

Bolsonaro diz acreditar que acordos com os EUA feitos na gestão de Trump serão mantidos por Biden

Presidente falou sobre a relação com os EUA após ser questionado sobre o acordo de salvaguardas tecnológicas entre os governos do Brasil e dos Estados Unidos para a exploração da base especial localizada em Alcântara

Emilly Behnke, O Estado de S.Paulo

11 de fevereiro de 2021 | 18h45

BRASÍLIA - Depois de dizer que espera ter "um bom relacionamento" com o presidente americano Joe Biden, o presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quinta-feira, 11, que acredita na manutenção de acordos de parceria feitos na gestão de Donald Trump

"O povo americano eles são realmente voltados para o interesse de sua nação. Muda governo, pouca coisa muda. Acredito que todos os acordos que assinamos com o governo Trump serão mantidos com o governo Biden", disse o presidente após evento de entrega de títulos de propriedade em Alcântara, no Maranhão. "Afinal de contas todos nós ganhamos, não é apenas o americano, é o Brasil também", disse.

O presidente falou sobre a relação com os EUA após ser questionado sobre o acordo de salvaguardas tecnológicas entre os governos do Brasil e dos Estados Unidos para a exploração da base especial localizada em Alcântara. Segundo o chefe do Executivo, a parceria está mantida. 

"Ficamos 20 anos aguardando o momento para botar pra frente o Centro de Lançamento de Alcântara. Foi feito em 2019, com a assinatura, e depois, com o acordo da Câmara, através da Comissão de Relações Exteriores internacional, cujo presidente era o deputado Eduardo Bolsonaro", comentou. 

O acordo foi assinado por Bolsonaro e pelo então presidente americano, Donald Trump, em março de 2019, durante viagem oficial aos EUA. O texto foi depois aprovado pelo Congresso. "Agora estamos com uma realidade aqui. Isso aqui realmente nos coloca no seleto grupo dos lançadores de satélites", acrescentou Bolsonaro.

Bolsonaro apoiou a candidatura à reeleição de Trump, que acabou derrotado pelo democrata Joe Biden. Com a derrota de seu aliado, Bolsonaro chegou a defender a ideia de fraude do pleito americano alegada por Trump. O chefe do Executivo foi um dos últimos presidente a reconhecer a vitória de Biden. 

Em entrevista à TV Bandeirantes, na terça-feira, 8, Bolsonaro disse esperar ter "um bom relacionamento" com Biden. "Mandei uma carta para Joe Biden, quando acabou e não tinha mais como recorrer, eu reconheci (a vitória do democrata)", comentou na entrevista.

Tudo o que sabemos sobre:
Jair BolsonaroJoe BidenDonald Trump

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.