Bomba atinge hospital sírio perto de fronteira turca

Um carro-bomba explodiu perto de um hospital de campanha de uma organização não governamental no noroeste da Síria neste domingo, ferindo médicos e pacientes, informaram ativistas e meios de comunicação turcos.

Agência Estado

23 Fevereiro 2014 | 14h00

Ambulâncias da Turquia foram rapidamente enviadas ao local para recolher mortos e feridos do ataque, que aconteceu na cidade de Atmeh, região ocupada pelos rebeldes.

Pelo menos 11 pessoas ficaram feridas, dentre elas um menino de cinco meses que foi levado às pressas para a Turquia, disseram ativistas sírios do grupo Idlib News.

Zidane Zenglow, jornalista da rede pan-árabe al-Arabiya, disse que pelo menos uma pessoa morreu em decorrência do ataque.

O hospital, construído em 2012 e dirigido pela associação humanitária Orient, fornece tratamento médico gratuito para milhares de sírios que deixaram seu país e vivem num campo de refugiados nas proximidades, informou Zenglow. A associação também dirige um site de notícias, o Orient TV, segundo o qual médicos procuravam sobreviventes em meio às ruínas.

O Observatório Sírio pelos Direitos Humanos, que obtém informações de uma rede de ativistas em território sírio, disse que um menino e um médico foram mortos e que 15 pessoas ficaram feridas.

Não estava claro quantas pessoas morreram ou ficaram feridas, já que elas foram levadas para o lado turco da fronteira. Fonte: Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
Síriahospitalataque

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.