Bomba caseira mata dois soldados americanos no Iraque

Dois soldados norte-americanos foram mortos neste sábado e outros dois ficaram feridos num ataque em Mossul, a 370 quilômetros ao norte de Bagdá, segundo informou o comando militar da coligação. De acordo com o comunicado oficial do comando, as vítimas eram da 101ª Divisão Aerotransportada. A bomba de fabricação caseira explodiu quando os soldados passavam na região. Simultaneamente à explosão, foram disparados tiros. As novas baixas, segundo o Pentágono, elevam para 122 o número de militares norte-americanos mortos no Iraque desde que os Estados Unidos anunciaram o fim da guerra contra o Iraque, em maio. "Dia da Resistência"Bagdá amanheceu semiparalisada por causa do temor de novos atentados durante o "Dia da Resistência", convocado através de panfletos atribuídos ao partido de Saddam Hussein. O temor se intensificou também após um alerta feito pelo consulado norte-americano em Bagdá. Moradores da cidade disseram ter visto cartazes que advertiam sobre ataques previstos para este fim-de-semana contra as forças de ocupação. O trânsito de veículos ficou reduzido ao mínimo e a ausência de crianças nas escolas é evidente. Algumas escolas estão vazias, disseram testemunhas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.