Bomba danifica santuário; polícia diz que Al-Sadr fugiu

Um bombardeio americano contra a Cidade Velha de Najaf lançou estilhaços contra o domo dourado e um dos minaretes da mesquita do Imã Ali, principal santuário do islamismo xiita, disse Ahmed al-Shaibany, assessor do líder da revolta xiita no Iraque, Muqtada al-Sadr. Um incêndio próximo ilumina o céu noturno. Os danos ao santuário não puderam ser verificados por uma fonte independente.Ao longo do dai, diversas explosões sacudiram a Cidade Velha, um labirinto de becos e ruas estreitas onde acontece a maioria dos combates entre americanos e xiitas. Com o avanço das tropas, diminui o número de milicianos leais a Al-Sadr visível nas ruas. Alguns foram vistos deixando a cidade. Médicos que atendem aos rebeldes disseram que dois foram mortos e quatro, feridos. O Hospital Al-Hakim informa dois civis mortos e dois feridos, acrescentando que muitas outras vítimas não puderam ser socorridas.O líder do levante, Muqtada al-Sadr, não é visto em público há muitos dias. A polícia iraquiana circula pela cidade em carros de som afirmando que ele fugiu. Assessores de Al-Sadr negam isso. ?Muqtada al-Sadr continua em Najaf e continua a supervisionar as operações?, disse o xeque Aws al-Khafaji, chefe do escritório de Al-Sadr na cidade de Nassíria, à TV Al-Jazira.Saiba quem é o líder da rebelião xiita no Iraque, Muqtada al-Sadr

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.