Bomba em mercado de animais de Bagdá mata 14 pessoas

A polícia informou que 14 pessoas morreram e 33 foram feridas devido à explosão de uma bomba num mercadinho de animais no centro de Bagdá. A bomba explodiu às 10h (5h de Brasília) quando o mercado estava cheio de gente, como é comum às sextas-feiras.O explosivo foi escondido na caixa e foi detonado por volta das 10 da manhã em Souq al-Ghazl, loja que atrai compradores dos mais diversos tipos de animais A polícia e o hospital divulgaram que pelo menos 14 pessoas morreram e 33 ficaram feridas. A testemunha contou que um homem chegou ao local com uma caixa de pombos para vender, mas ela explodiu assim que ele saiu para beber alguma coisa, atingindo as pessoas que estavam mais próximas.Raad Hassan, um dos fregueses do mercado, estava a alguns metros da explosão, mas não foi atingido. "Meus amigos e eu corremos da explosão. Pedaços de animais estavam por toda parte".Na quinta-feira, no bairro de Kerrada, também no centro de Bagdá, um atentado suicida matou pelo menos 34 pessoas. O governo do Iraque prometeu aplicar um novo plano de segurança para a capital a partir de fevereiro.Corpos torturadosAinda em Bagdá, foram encontrados 40 cadáveres com sinais de tortura e "alguns com um tiro na cabeça" foram encontrados entra quinta e sexta-feira, de acordo com fontes policiais. Um porta-voz da polícia explicou que os corpos correspondem a homens de idades entre 18 a 50 anos.Os corpos foram para o Depósito de Cadáveres de Bagdá para que fossem identificados antes de ser entregues a seus familiares.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.