Bomba explode ao norte da Espanha

Uma bomba explodiu na manhã desta quarta-feira em uma cidade no norte da Espanha, deixando uma pessoa levemente ferida e rompendo janelas, disse o ministro do Interior. A bomba explodiu às 8 da manhã, em frente a escritórios do partido de direita franquista Falange. Menos de uma hora antes da explosão, os serviços de emergência receberam uma chamada telefônica de um homem, que falava basco e se declarou como pertencente ao grupo terrorista ETA, avisando sobre o atentado, disse um funcionário do ministério, Agustín Ibáñez. Segundo o jornal espanhol El País, a polícia teve tempo para a retirada de pedestres da região, mas não foi possível desalojar todos os edifícios ao redor do escritório. Não foi confirmado se o sujeito era efetivamente membro do ETA, mas o procedimento do atentado foi realizado do modo operante recente do grupo, que têm dado advertências antes de explodir suas bombas para evitar vítimas desnecessárias. A explosão seria o sétimo atentado do ETA em apenas duas semanas. Noticiários espanhóis disseram que a polícia encontrou uma mochila com um aviso de "Perigo Bomba" no local do atentado. O grupo já causou 800 mortes desde o início de sua luta pela independência do País Basco, iniciada ao final da década de 1960, ainda que não tenha sido realizado nenhum atentado com vítimas mortais desde maio de 2003. Os escritórios do partido, na parte velha da cidade, ficaram bastante danificados, com as janelas quebradas e os vidros espalhados em uma grande zona ao redor. O presidente José Luis Rodríguez Zapatero propôs negociar a paz com o grupo se este renunciasse a violência, porém o ETA continua com uma campanha de nível baixo de violência.

Agencia Estado,

08 Março 2006 | 13h38

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.