Bomba explode durante eleição presidencial na Argélia

Um representante da polícia da Argélia afirmou que uma bomba foi detonada perto de um posto de votação no leste da capital do país, ferindo dois policiais. A Argélia realizou hoje uma eleição presidencial que deverá dar ao atual presidente, Abdelaziz Bouteflika, mais cinco anos de mandato. A fonte, que falou sob condição de anonimato, disse que não havia relatos imediatos de civis feridos após a explosão.

AE-AP, Agencia Estado

09 Abril 2009 | 14h43

A área onde o ataque ocorreu é conhecida como berço de militantes da Al-Qaeda. O ministro do Interior da Argélia, Yazid Zerhouni, confirmou que ocorreu uma ação terrorista na região, mas não revelou maiores detalhes. Bouteflika quer se reeleger para tentar acabar com o terrorismo e reformar a economia cambaleante do país sul-africano, que é fortemente dependente de petróleo e gás.

Mais conteúdo sobre:
Argéliaeleiçõesferidos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.