Bomba explode em ônibus com passageiros no sul das Filipinas

Polícia suspeita de grupo de chantagistas que teria ligações com a Al Qaeda; ninguém ficou ferido

Associated Press

18 de setembro de 2007 | 04h59

Uma bomba improvisada explodiu dentro de um ônibus no sul das Filipinas nesta terça-feira, 18, depois da maior parte dos passageiros ter deixado o veículo. Ninguém ficou ferido, disse a polícia.  Oficiais afirmaram que eles suspeitam de chantagistas. O ônibus da linha amarela chegou ao terminal da cidade de Koronadal, a 980 quilômetros ao sudeste da Manila, e os passageiros desembarcaram quando a bomba, plantada embaixo de um dos assentos, explodiu, reportou o superintendente, Florendo Quidilla.  "A maior parte dos passageiros já tinha deixado o ônibus, e somente uma parte dos passageiros estava na frente dele", disse Quidilla, o chefe de polícia da cidade. Ele suspeita de um grupo de extorsão, que foi acusado pelas duas bombas que atingiram um ônibus semelhante em agosto, matando um passageiro e ferindo outros 12. Autoridades tem acusado o grupo Al-Khobar, que é suspeito de ligações com militantes da Al Qaeda, por uma série de ataques a bomba em ônibus com passageiros no sul das Filipinas.  "Nós suspeitamos que este é uma parte da gangue de Al-Khobar", afirmou o superintendente sênior Robert Kiunisala, chefe de polícia da província de Cotabat Sul. "Afortunadamente ninguém ficou ferido no acidente que danificou parte do ônibus". De acordo com Quidilla, especialistas recolheram fragmentos de um celular do ônibus, mas ainda estão checando que tipo de bomba improvisada foi usada no último ataque.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.