Bomba explode em ônibus e mata mais 10 em Israel

Uma bomba explodiu a bordo de um ônibus em Haifa, no norte de Israel, matando pelo menos 10 pessoas horas depois que dois atacantes suicidas explodiram bombas no centro de Jerusalém, em um onda de ataques sem precedentes que deixaram pelo menos 26 mortos - incluindo um tiroteio em Gaza em que tropas israelenses mataram dois palestinos - e mais de 200 feridos em apenas 12 horas. Autoridades israelenses responsabilizam pelos atentados o líder palestino Yasser Arafat, que lamentou as mortes e convocou imediata reunião de gabinete. A Autoridade Palestina decretou estado de emergência nos territórios ocupados. O primeiro-ministro israelense Ariel Sharon antecipou para hoje seu encontro com o presidente George W.Bush nos EUA para retornar rapidamente a Israel. O enviado americano ao Oriente Médio, general Anthony Zinni, cancelou esta manhã todas as reuniões previstas para hoje a fim de acompanhar os acontecimentos na região

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.