Bomba explode no centro de Santiago

Uma bomba, que causou apenas danos materiais, explodiu na madrugada desta quarta-feira no centro de Santiago, a capital chilena, em um instituto cujo nome lembra o libertador do Chile, Bernardo O´Higgins, mas que durante a ditadura do general Augusto Pinochet funcionou como quartel da polícia secreta, a Dina. O atentado contra o Instituto O´Higgins provocou danos na estrutura do prédio onde, após o golpe militar de 1973, a Dina instalou um centro de detenção e tortura de prisioneiros. A poucos passos do local encontram-se hoje as sedes de alguns partidos políticos da coalizão governamental. O atentado ocorre em uma data em que antes do golpe militar se realizavam as eleições presidenciais. Foi em 4 de setembro, há 32 anos, que foi eleito o presidente socialista Salvador Allende.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.