Bomba mata 16 civis no Afeganistão

Van passava por estrada segundária próxima ao distrito de Shindand quando mina explodiu

Agência Estado e EFE

27 Setembro 2011 | 10h45

CABUL - Autoridades afegãs informaram que 16 civis foram mortos nesta terça-feira, 16, por uma bomba colocada à margem de uma via no oeste do país.
 
O policial distrital Mohammad Salim disse que a bomba explodiu uma van que estava cheia de pessoas que viajavam pelo distrito de Shindand, na província de Herat.

Segundo ele, 11 crianças, quatro mulheres e um homem foram mortos e outras quatro pessoas ficaram feridas. Salim disse que todos os passageiros eram aparentados. Os fatos foram confirmados pelo porta-voz da província, Muhiuddin Noori.

 
A explosão ocorreu em uma estrada secundária pouco usada, por isso que é "provável" que a bomba estivesse "há muitos anos na via".

As minas e artefatos explosivos nas estradas se transformaram em uma das principais ameaças à população civil no conflito afegão.

Os insurgentes aumentaram o uso deste tipo de armas em sua luta contra as forças de segurança afegãs e internacionais, o que aumenta o risco para circular pelo país.

Dados da missão das Nações Unidas neste país indicam 1,5 mil civis morreram por causa do conflito armado no Afeganistão durante a primeira metade de 2011, 14% mais do que no mesmo período do ano anterior.

 
As informações são da Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
AfeganistãoviolênciaHerat

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.