Bomba mata 3 em Cabul antes de encontro internacional

Um ataque suicida perto de um mercado na capital do Afeganistão matou três civis e feriu dezenas hoje, dois dias antes da realização de uma conferência internacional que receberá representantes de cerca de 60 países, de acordo com fontes do governo. Outras 11 pessoas foram mortas por ataques de insurgentes em outros pontos do país. O suicida estava perto de um mercado muito movimentado no distrito de Macrorayan. O alvo da explosão ainda é desconhecido, segundo o policial Kabir Amiri.

AE-AP, Agência Estado

18 de julho de 2010 | 10h43

O porta-voz do Ministério da Saúde, Ghulam Sakhi Kargar, disse que cerca de 40 pessoas ficaram feridas. Um estudante viu um homem correndo em direção a um comboio de tropas internacionais e detonando o colete com explosivos. Autoridades afegãs e da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) afirmam, no entanto, que não havia tropas internacionais operando naquela área na hora do ataque, que foi condenado pelas forças internacionais. "Os insurgentes escolheram o uso da violência para ganhar atenção da mídia, à custa de civis inocentes", disse o coronel William Maxwell, diretor do Centro de Operações Conjuntas dirigido pela força da Otan.

A segurança foi elevada em torno da capital antes da conferência marcada para a terça-feira, que contará com a presença de dirigentes da Otan, da Organização das Nações Unidas (ONU) e diplomatas, incluindo a secretária de Estado dos Estados Unidos, Hillary Clinton. A conferência vai discutir a reconstrução do país e a possibilidade de transferir toda a segurança local para o governo do Afeganistão.

Tudo o que sabemos sobre:
bombamortesAfeganistãoconferência

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.